19 março 2014

Ao deparar-me com a criatividade das pessoas, entre a perplexidade e a emoção fico extasiada. 
Acredito que exercer dons e talentos é transcender, ir ao encontro com Deus, com a minha alma, com o que há de mais verdadeiro em mim.
Confesso que às vezes choro, tamanha é a emoção em contemplar a arte, esse dom divino, que brota de dentro do artista e explode em tantas formas artísticas. 
Construir, dar forma a partir de uma idéia me realiza, trás serenidade e paz. É como meditar, sair do mundo atordoado e dos problemas. 
Aprender todos os dias e desenvolver o dom que me foi presenteado é uma forma de extravazar a alma borbulhante. 

Se citasse nomes de amigos, familiares (é,na minha tem vários deles), pessoas conhecidas e desconhecidas, famosas e não famosas, estaria sendo injusta, pois a lista é infinita, rs!

Assim, deixo aqui minha gratidão e admiração extrema por todos vcs.


Um comentário:

Antonio Batalha disse...

Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
Pois se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/